AF_ComiTramp_02 (1)

Má alimentação x desempenho

O que você almoçou hoje? Um sanduichinho rápido, de pé, diante de um “food truck” descolado? Pois fique sabendo: pesquisa da Organização Mundial do Trabalho revela que pessoas com maus hábitos alimentares apresentam índices de produtividade 20% menores do que aquelas com dietas saudáveis, que incluem frutas, grãos e vegetais.

Segundo os autores, 20% da ingestão diária de calorias deve ser dirigido à atividade cerebral – é importante, portanto, escolher alimentos ricos em zinco, cálcio, magnésio e ômega 3, fundamentais para um bom desempenho cerebral.

Os autores alertam também para o fato de que o consumo excessivo de açúcar tem relação direta com o aumento de stress, que, por sua vez, leva a um maior consumo de açúcar, num círculo vicioso que também afeta a produtividade. Por isso recomendam consumir alimentos com alto nível de cortisol (hormônio que ajuda a reduzir o stress) e vitamina B5, como ovos, frango, abacate e nozes, para reforçar sua reações mentais a desafios cotidianos.

Outro estudo, da Penn State University, revelou que uma dieta pobre em ferro afeta a capacidade de atenção e retarda reações a situações de crise. Trata-se de um problema, por exemplo, na Inglaterra, onde uma pesquisa constatou que 20% das mulheres entre 19 e 34 anos sofrem de deficiência de ferro. O conselho é adotar uma dieta com carne vermelha, verduras como espinafre e couve, cereais integrais e sementes, recomendam os autores.

Fonte: Época Negócios

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *