CUIDE DA SUA SAÚDE MENTAL COM COACHING

Cuide da sua saúde mental com Coaching
Fonte: SBCoaching

      Você sabia que pode escapar daquele grupo de pessoas que sofre (e como sofre!) do mal do século 21, a ansiedade crônica? E olha que não é pouca gente. De acordo com dados da Associação Americana de Desordens Ansiosas, uma em cada quatro pessoas padece regularmente dos efeitos físicos e emocionais causados pela ansiedade – como alterações de humor, ataques de pânico, fobias, tonturas, distúrbios do sono e alimentares, dores musculares etc. –, afetando as relações pessoais e o rendimento nas atividades diárias.
       E o que o processo de Coaching tem a ver com isso? Tudo. Um trabalho sério de Coaching funciona como preventivo da ansiedade anormal porque realinha o modus operandi da pessoa, de tal forma que ela consiga administrar melhor seu tempo, suas prioridades, seu comportamento, seus pensamentos e reações diante de situações que costumam desencadear ansiedade, como pressões no trabalho, crises pessoais ou profissionais, mudanças de vida de modo geral. É um grande investimento na sua qualidade de vida.
       Dedique ao menos uma hora diária para fazer o que gosta.
       Se por qualquer razão não for possível iniciar um processo de coaching agora, ao menos comece a cuidar mais de você, já:
       1- As cobranças e o clima de competição geram muita ansiedade. Mas você pode modular a intensidade do impacto emocional que essas tensões provocam em você. Em vez de ficar teorizando e antecipando fracassos, aja de forma eficiente: faça o que deve ser feito, sem aumentar a significação do problema ou imaginar que não tem recursos para lidar com ele. Preocupações nos dão a falsa sensação de movimento, mas não passam de tortura emocional que abre nossas defesas para a ansiedade se instalar.
       2 – Não gaste energia tentando controlar situações que não dependem de você. Fez o seu melhor? Ótimo. Tem um plano B, maravilha! Mas tentar fazer o impossível, por outro lado, gera ansiedade e desgaste. Não cometa essa violência contra você. Só podemos fazer o que podemos fazer. Perceber quais são as situações que não dependem da nossa intervenção direta é sinal de inteligência emocional e traz serenidade. Existem momentos em que realmente não podemos fazer nada, apenas aguardar que a situação mude ou passe.
       3 – Dedique ao menos uma hora diária para fazer o que gosta: caminhe, pratique esportes, encontre os amigos, dance, pinte, cante, ria mais, vá ao cinema, arrume tempo para você, VIVA. A vida sem pequenos prazeres cotidianos transforma-se num campo de batalha e num terreno fértil para a ansiedade. Viver é muito mais do que ir de casa para o trabalho, do trabalho para casa, cumprir obrigações e esperar a aposentadoria. Encontre alegria, sentido e realização pessoal nos seus dias.