Sonhos e Objetivos - Qual sua escolha?

Sonhos e Objetivos - Qual sua escolha?
Fonte: Blog Administradore / 28 novembro 2018
      O título à primeira vista parece estranho, mas ultimamente tenho pensado muito no assunto e achei que seria interessante escrever como minha primeira publicação algo que eu realmente desejava.

      De cara alguns podem dizer “é basicamente a mesma coisa”, todavia eu, depois de muito pensar e ler sobre o assunto, acredito que objetivo e sonho são palavras completamente distintas na essência, isto fica ainda mais claro na visão de um empreendedor, apesar de muitos discordarem do meu ponto de vista.

      Ontem, lendo uma revista que trata de empreendedorismo e sustentabilidade, observei um professor dizer “eu não acredito em um empreendedor que não tenha um sonho”. Ao meu modo de ver prefiro crer em empreendedores que tenham objetivos ao invés de sonhos, uma vez traçado a forma com que se olha, o “objetivo” é mais motivador que o “sonho”, que por sua vez transparece uma distância muito longa a ser percorrida. Temos o “objetivo” como algo mais concreto, onde o ser humano parece ser mais determinado e compromissado com aquilo que almeja.

      Tempos atrás, em uma conversa informal com um corretor de imóveis, ouvi “tenho um sonho de montar minha própria empresa de concreto armado”. Ótimo, tomara que ele consiga, mas pelo modo com que falou eu jamais aplicaria dinheiro numa idéia desse rapaz que tinha inúmeros recursos que o fizessem alcançar esse “sonho” (tais como cursos, estágios e especializações na área), entretanto lhe falava o principal: uma meta bem definida. Já um bancário de uma instituição financeira renomada com o qual mantive contato me disse: “minha meta é vender R$ 2.000.000,00, até sexta-feira vou batê-la”. O diferencial aqui é a determinação, a vontade, a forma de buscar. Acreditei que ele ia atingir seu objetivo (preciso até confirmar com ele depois). Para mim fica bastante claro que o correto para um empreendedor, seja qual for sua área de atuação, é que, se necessário for, ele vai percorrer o caminho várias vezes e vai conseguir, não vai deixar isso morrer. A velha persistência que leva a perfeição!

      O objetivo se diferencia do sonho quando acordamos, quando vemos as reais possibilidades de que algo aconteça pelas nossas próprias mãos, é o correr atrás, é o fazer acontecer e não ter sonhos apenas para contar para as pessoas.

Ah, acabo de falar com o bancário e ele bateu a meta.